Www data de relacionar

Campanha contra o Nónio

2017.11.27 21:41 asantos3 Campanha contra o Nónio

Em Março foi colocado aqui no portugal sobre os problemas da plataforma Nónio - [ver tópico]
Para quem não está ocorrente, 6 grupos de comunicação social aliaram-se e criaram uma plataforma com login único, Nónio, para "oferecer conteúdos mais personalizados com mais segurança e qualidade". Para que tal possa acontecer, os websites aderentes necessitam de recolher e armazenar um vasto número de dados de cada leitor. Neste período de transição, os websites aderentes estão a pedir a cada leitor para se registar nesta plataforma para começar a coleta de dados.
Ao fazer o registo, a plataforma nónio terá acesso a um conjunto enorme de dados pessoais. O registo pode ser feito usando credenciais de serviços externos ou o usual email. Caso escolha a opção rede social, terá de partilhar os seguintes dados: nome, fotografia de perfil, endereço de e-mail, data de nascimento e local, ou caso escolha opção e-mail, terá de enviar o seu nome, sexo e data de nascimento. O processo de adesão é muito simples porque a plataforma precisa de num curto espaço de tempo ter um grande número de leitores para que em inícios de 2018 tenha força suficiente para terminar o período de transição e obrigar a todos a aderir ao sistema, como está planeado. Ou seja, num futuro próximo, caso o Nónio seja bem sucedido, só poderá ler artigos depois de efetuado o registo.
O leitor NÃO DEVE registar-se no Nónio, por dois grandes motivos: 1) violação de privacidade e 2) efeito "filtros-bolha".

Violação de privacidade

Uma leitura da política de privacidade do Nónio revela que esta plataforma viola a sua privacidade porque recolhe através de cookies ou outras técnicas de fingerprinting os seguintes dados: o seu endereço IP de cada sessão, data e hora de acesso ao artigo, versão do navegador web e sistema operativo utilizado, resolução de ecrã, dados referentes à localização, pontos de acesso Wifi, assinatura canvas (que o website Nónio utiliza), entre outros. Atualmente é possível unificar essas assinaturas/fingerprints, mesmo utilizadando navegadores web diferentes em diferentes plataformas. Deixo aqui uma demo com os alguns dados que são possíveis obter.
A plataforma irá coletar e armazenar todos os artigos que leu dos websites aderentes. Segundo declarado na página oficial:
"Usar a internet e os seus serviços, implica, necessariamente, a transmissão de informação a nível internacional. Assim, ao relacionar-se connosco e ao consentir a comunicação de dados a terceiros, está a reconhecer que sabe e a consentir no tratamento de dados nesta escala" 
Ou seja, todos estes dados podem ser acedidos por terceiros. Mesmo que o leitor deseje eliminar os seus dados, estes apenas serão apagados ou anonimizados um ano após a desativação do registo pelo utilizador. No mundo do Big Data, não existem dados anonimizados, ler artigo onde são dados exemplos de de-anonimização de base de dados.
A partir da análise desses dados é possível inferir por exemplo: afiliação política, religião, poder de compra, estado emocional, padrões de sono. Para mais detalhes, recomendo consultar o seguinte relatório Corporate surveilance e o working paper How Companies Use Personal Data Against People.
Relembro que estes websites já violam a privacidade ao disponibilizar trackers de outras companhias como o Facebook, Google e alguns data Brokers como a BlueKai,DataLogix,etc...). Visitando alguns do websites aderentes com um navegador Firefox e apenas com a extensão UBlock Scope, foram registados os seguintes resultados. Para validar os resultados foram utilizadas as ferramentas Webbkoll e PrivacyScore.
Website Pedidos a terceiros(*) Cookies primárias Cookies de terceiros
publico.pt 105/39 28 22
expresso.sapo.pt 177/40 15 30
rr.sapo.pt 50/25 20 18
blitz.pt 129/40 14 28
visao.pt 383/39 14 28
expressoemprego.pt 78/18 8 14
exameinformatica.pt 102/35 14 28
cmjornal.pt 227/79 29 74
record.pt 288/106 29 130
jornaldenegocios.pt 210/78 19 90
sabado.pt 206/71 20 64
tsf.pt 199/73 29 52
jn.pt 251/85 27 56
dn.pt 202/71 26 47
ojogo.pt 313/92 32 71
dinheirovivo.pt 164/69 22 53
radiocomercial.iol.pt 67/28 8 8
maisfutebol.iol.pt 136/43 11 14
(*) Total número de pedidos a domínios externos/número de domínios únicos
Para mitigar o web tracking instala no teu navegor web a extensão uBlock Origin (e o uMatrix para utilizadores avançados), com fim a bloquear o acesso e execução desses trackers. Adiciona esta lista de regras para anular o tracking dos websites aderentes, para o formato uBlock Orgin/uMatrix e para o Pi-hole/Dnsmasq .

Efeito "filtros-bolha"/echo chamber

Recolhemos informações sobre si com o seu consentimento explícito para lhe podermos prestar um serviço personalizado na apresentação de notícias consoante as suas preferências, o que constitui o núcleo dos nossos serviços.
Quanto mais o leitor interagir com esta plataforma, mais dados esta recebe sobre si, e por conseguinte, terá um perfil de gostos de leitura cada vez mais detalhado. Como o objetivo/modelo de negócio da plataforma é que esteja o maior tempo possível na plataforma, mais tempo de exposição há publicidade, serão recomendardos cada vez mais e mais direcionados apenas artigos de um certo ponto de vista. O leitor com o desenrolar do tempo ficará dentro de uma "echo chamber". Não é exposto a informação contrária às suas preferências que poderia desafiar ou ampliar a sua visão do mundo. Este fenómeno é designado por Eli Pariser de "filtros-bolha". É recomendado a visualização da sua Ted Talk Eli Pariser: Tenha cuidado com os "filtros-bolha" online

Efeitos secundários

Além dos dois problemas referidos, outros problemas não menos importantes devem ser explicados. A partir da análise desses dados, é possível inferir os gostos da população portuguesa, e com fim a maximizar os lucros, mais artigos de baixo teor jornalísticos (artigos clickbait geram mais tráfego/receita) serão escritos, levando à decadência desta nobre profissão. Por consequência, uma população com menos acesso à informação de qualidade, não toma decisões corretas, levando à decadência gradual de regimes democráticos.
Em resumo e como refere Zeynep Tufekci na seu recente Ted Talk, Estamos a criar uma distopia só para fazer as pessoas clicarem em anúncios
Lista de website aderentes por cada grupo:

O que muda

Com efeitos imediatos irá ser colocado em todos os futuros tópicos provenientes de websites aderentes a esta plataforma um comentário a alertar os utilizadores sobre esta plataforma.
No entanto gostaríamos de saber a vossa opinião sobre o assunto e sugestões para mitigar o uso destas plataformas sem o conhecimento prévio do utilizador.
submitted by asantos3 to portugal [link] [comments]


2017.03.01 15:35 AntonioMachado [2012] François Ewald - Omnes et singulatim. After risk

Texto aqui. Ideias mais interessantes:
Future of Risk: Francois Ewald 'After Risk'
submitted by AntonioMachado to investigate_this [link] [comments]